Para carcereiro, além de prisioneiro, Mandela foi um pai

Christo Brand, um dos carcereiros que Mandela teve na prisão, disse que Madiba "era meu prisioneiro, meu amigo e meu pai"

Nairóbi - Christo Brand, um dos principais carcereiros que Nelson Mandela teve na prisão de Robben Island (Cidade do Cabo), onde o ex-presidente passou 18 de seus 27 anos de detenção, disse nesta sexta-feira que Madiba "era meu prisioneiro, meu amigo e meu pai".

"Quando foi libertado, a prisão ficou vazia para mim", declarou à agência sul-africana de notícias, "SAPA".

"Era como um pai para mim. Quando eu tinha um problema, me dava conselhos. Era meu prisioneiro, mas também meu pai", lembrou Brand, que manteve contato com Mandela após sua libertação.

"Não havia nenhuma barreira de cor entre nós. Ele era um ser humano", acrescentou o carcereiro, que manteve uma relação de amizade com Mandela na prisão, mesmo não sendo permitido.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.