"Panelaços" em Buenos Aires protestam contra aumento de tarifas

Governo de Maurício Macri anunciou esta semana alta da luz, água, gás e transporte público

Buenos Aires - Moradores de diferentes bairros de Buenos Aires protestaram nesta sexta-feira batendo panelas nas ruas da capital contra o aumento de tarifas de luz, água, gás e transporte público anunciado esta semana pelo Governo de Mauricio Macri.

Dezenas de pessoas convocadas espontaneamente se reuniram em diferentes pontos da capital argentina e fizeram um "panelaço" acompanhado de bandeiras do país e palavras de ordem contra as últimas medidas do governo, que entrarão em vigor a partir de janeiro.

A três dias de acabar um ano marcado por uma crise econômica na Argentina, o terceiro ano do mandato de Macri termina com inflação próxima a 47%.

A Secretaria de Energia anunciou aumento de até 55% na conta de luz entre os meses de fevereiro e agosto na cidade e na província de Buenos Aires, e em torno de 35% nos demais distritos do país.

O responsável pela pasta, Javier Iguacel, renunciou hoje a seu cargo, um dia depois deste anúncio, e será substituído por Gustavo Lopetegui.

Ao longo da semana, os anúncios de aumentos foram se sucedendo, na quarta-feira com alta de 38% nas passagens de ônibus, trens e metrô.

Também se calcula que a tarifa do gás aumentará 35% em 2019. EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.