Otan duvida que Rússia tenha entrado por engano na Turquia

Os incidentes, que a Otan descreveu como "extremamente perigosos" e "inaceitáveis", evidenciam os riscos de uma escalada internacional da guerra civil síria

Bruxelas - O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse nesta terça-feira duvidar da explicação do governo russo de que foi por erro que violou no fim de semana o espaço aéreo da Turquia, país membro da Otan, perto da Síria, e fez um chamado à Rússia para que não repita essas incursões.

Depois da inesperada iniciativa da Rússia de lançar ataques aéreos na Síria, posta em prática na semana passada, Stoltenberg disse que a Otan também obteve relatos de um substancial acúmulo militar russo no país, incluindo tropas terrestres e navios na costa síria, no Mediterrâneo.

"Não vou especular sobre os motivos, mas esse não parece ser um acidente, e vimos dois deles", disse Stoltenberg sobre as incursões aéreas na região de Hatay. Ele observou que "durou por muito tempo".

Os incidentes, que a Otan descreveu como "extremamente perigosos" e "inaceitáveis", evidenciam os riscos de uma escalada internacional da guerra civil síria, já que aviões russos e norte-americanas realizam missões de combate no mesmo país pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial .

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.