OSCE diz que observadores detidos por milícias estão vivos

Secretário-geral da Organização para Segurança e a Cooperação na Europa afirmou que observadores retidos por milícias pró-Rússia estão vivos

Genebra - O secretário-geral da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), Lamberto Zannier, afirmou nesta terça-feira que os quatro observadores do organismo retidos no leste da Ucrânia por milícias pró-Rússia estão vivos, enquanto prosseguem as negociações para sua libertação.

"Eles estão vivos e bem", declarou Zannier, que considerou "escandaloso" que enviados da OSCE que cumpriam tarefas de supervisão da situação de direitos humanos e de segurança sejam acusados por seus sequestradores de espionagem.

O secretário-geral afirmou ainda que a insegurança nas regiões de Lugansk e Donestk obrigou a organização a diminuir o número de seus observadores nas duas localidades e enviá-los para outras áreas, principalmente Kiev, Kharkov e Dnepropetrovsk.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.