ONU negocia reabertura de portos ucranianos para evitar falta de alimentos

A Rússia fechou o porto ucraniano no Mar Negro para enfraquecer o país e conquistar esta região costeira
ONU: A Rússia não parece engajada em um acordo com momento, segundo as fontes (Yoruk Isik/Reuters)
ONU: A Rússia não parece engajada em um acordo com momento, segundo as fontes (Yoruk Isik/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 16/05/2022 16:06 | Última atualização em 16/05/2022 16:06Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, está buscando fechar um acordo com a Rússia, Turquia e outras nações para reabrir as exportações de alimentos da Ucrânia ao resto do mundo, de forma a evitar uma potencial escassez global, de acordo com diplomatas familiarizados com as conversas.

A Rússia fechou o porto ucraniano no Mar Negro para enfraquecer o país e conquistar esta região costeira. Guterres pediu a Moscou que permita a saída de algumas embarcações ucranianas de sair em troca de relaxar medidas que bloqueiam exportações russas e bielorrussas de fertilizantes à base de potássio.

A Rússia não parece engajada em um acordo com momento, segundo as fontes. Turquia, uma potência do Mar Negro, expressou disposição em participar do acordo, inclusive removendo minas do mar e gerenciando o tráfego marítimo, disseram eles.

LEIA TAMBÉM: 

Turquia não aprovará entrada da Suécia e Finlândia na Otan, diz Erdogan