ONU diz que número de mortos na Síria se aproxima dos 70 mil

Navi Pillay voltou a exigir que assunto seja levado para o Tribunal Penal Internacional (TPI)

Nações Unidas - A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, afirmou nesta terça-feira que o número de mortos na Síria já 'se aproxima' dos 70.000 e voltou a exigir que assunto seja levado para o Tribunal Penal Internacional (TPI).

'A falta de consenso sobre a Síria (no Conselho de Segurança) foi desastrosa e os civis estão pagando o preço', advertiu hoje Pillay durante um debate sobre conflitos armados e a proteção da população civil realizado no principal órgão de decisão da ONU.

A alta comissária lembrou que em seu último discurso no Conselho, em janeiro, o número de mortos já passava de 60.000. Hoje, Pillay afirmou que 'agora provavelmente se aproxima de 70 mil'.

Por isso, a comissária exigiu que o Conselho atue 'imediatamente'.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.