Mundo

Obama e Romney almoçam e falam sobre a liderança dos EUA

Segundo porta-voz da Casa Branca, Obama estaria interessado em algumas ideias de seu rival nas eleições


	Mitt Romney e Barack Obama no último debate presidencial dos EUA: no almoço, eles prometeram manter contato caso surjam oportunidades de trabalho conjunto
 (Kevin Lamarque/Reuters)

Mitt Romney e Barack Obama no último debate presidencial dos EUA: no almoço, eles prometeram manter contato caso surjam oportunidades de trabalho conjunto (Kevin Lamarque/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de novembro de 2012 às 18h37.

O presidente dos EUA, Barack Obama, e seu rival nas eleições presidenciais deste ano, Mitt Romney, almoçaram juntos na Casa Branca nesta quinta-feira e discutiram formas de manter a liderança mundial dos Estados Unidos, informaram fontes oficiais.

Durante o almoço de uma hora, Romney, ex-governador republicano de Massachusetts, felicitou o líder reeleito pelo 'êxito de sua campanha e lhe desejou o melhor para os próximos quatro anos', explicou a Casa Branca em comunicado.

No entanto, o enfoque da discussão foi 'a liderança dos Estados Unidos no mundo e a importância de manter esse posto de liderança no futuro', segundo a nota.

Ambos 'se comprometeram a manter contato, particularmente se surgirem oportunidades no futuro para trabalharem juntos em interesses compartilhados', acrescentou a nota.

Romney chegou à Casa Branca um minuto antes do início da reunião e entrou no local por uma porta da Asa Oeste do edifício a fim de evitar os jornalistas.


O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, não quis dar detalhes sobre o almoço entre os antigos rivais, que foi realizado simultaneamente com sua entrevista coletiva diária.

'Tenho certeza que compartilharão, ou já fizeram, suas experiências sobre a disputa presidencial', disse Carney, pressionado pelos jornalistas sobre a promessa de 'transparência total' da Casa Branca.

Obama está 'muito interessado em algumas das ideias de Romney', insistiu Carney, embora o comunicado da Casa Branca não tenha detalhado essas ideias.

Durante a disputa presidencial, Romney destacou sua bem-sucedida carreira empresarial e afirmou que isso lhe permitiria dar um melhor rumo para recuperação econômica no país.

Obama ganhou um segundo mandato graças ao amplo apoio de uma coalizão de eleitores afro-americanos, latinos, mulheres e jovens. 

Acompanhe tudo sobre:Barack ObamaEstados Unidos (EUA)Mitt RomneyPaíses ricosPersonalidadesPolíticos

Mais de Mundo

Republicanos exigem renúncia de Biden, e democratas celebram legado

Apesar de Kamala ter melhor desempenho que Biden, pesquisas mostram vantagem de Trump após ataque

A estratégia dos republicanos para lidar com a saída de Biden

Se eleita, Kamala será primeira mulher a presidir os EUA

Mais na Exame