Obama defende NSA contra novas acusações de espionagens

Segundo presidente americano, NSA faz um bom trabalho em não se envolver na espionagem doméstica

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a defender nesta sexta-feira as ações de espionagem realizadas pela Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês). Segundo ele, a NSA faz um bom trabalho em não se envolver na espionagem doméstica.

O comentário de Obama foi uma reação a uma reportagem do Washington Post segundo a qual as ações de espionagem da NSA são feitas em mais de 5 bilhões de celulares todos os dias no exterior, incluindo norte-americanos.

Em uma entrevista gravada para o canal MSNBC, Obama disse que as pessoas querem prejudicar os EUA de se comunicar usando tecnologias modernas disponíveis em celulares. Ele disse que para fazer um bom trabalho de proteção ao país, os EUA precisam "manter os olhos aberto com atores ruins".

Além disso, o presidente norte-americano afirmou que vai propor "algumas medidas de autocontenção" na agência depois de receber relatórios de conselheiros neste mês. Obama também disse que a NSA não está interessada em ler e-mails e mensagens de texto de qualquer pessoa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.