Número de vítimas do Haiyan ultrapassa 5,2 mil nas Filipinas

Número de vítimas do tufão Haiyan, que devastou o centro e sul das Filipinas no início do mês, chegou a 5.209

Manila - O número de vítimas do tufão "Haiyan", que devastou o centro e sul das Filipinas no início do mês, chegou a 5.209, informou nesta sexta-feira o Conselho Nacional para a Redução de Risco e Gestão de Desastres.

Em entrevista coletiva, o ministro do Interior das Filipinas, Mar Roxas, informou que 4.919 das vítimas pertencem à região de Bisayas Oriental, a mais afetada pela passagem do tufão, e as 290 restantes no resto do país.

Roxas também especificou que as localidades com mais vítimas são Tacloban, Tanauan e Paló, todas elas na província de Leyte.

O ministro assinalou que é muito provável que o número de vítimas ainda aumente, tendo em vista que as equipes de resgate seguem em busca de corpos e o número de desaparecidos é de 1.582.

Em seu boletim de hoje, o Conselho Nacional para a Redução de Risco e Gestão de Desastres informou que mais de 10 milhões de pessoas foram afetadas pelo "Haiyan" e 4 milhões foram forçadas a se deslocar, das quais 381.022 passaram a ocupar 1.529 centros de abrigo.

Mais de 1 milhão de casas foram danificadas, das quais 536 mil ficaram completamente destruídas, além de danos em agricultura e infraestruturas avaliados em US$ 287 milhões.

Com ventos de até 315 km/h, o "Haiyan" foi o tufão mais forte registrado na atual temporada e o terceiro desastre mais mortífero na história recente das Filipinas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também