Novo líder peruano jura combater a corrupção “a qualquer custo”

Como ex-vice presidente, Vizcarra disse que formaria um gabinete completamente novo

LIMA (Reuters) – O novo presidente peruano Martin Vizcarra prometeu combater a corrupção “a qualquer custo”, dois dias depois de seu antecessor ter sido derrubado por um escândalo de corrupção em meio a constantes combates com um Congresso dominado pela oposição.

Como ex-vice presidente, Vizcarra disse que formaria um gabinete completamente novo, mas pediu que os parlamentares o auxiliem a recuperar a confiança do público nas instituições, debilitada pela atual crise política.

“Basta”, disse Vizcarra, um ex-governador de uma pequena região mineira, enquanto iniciava seu discurso de posse no Congresso.

“Temos a obrigação de responder às necessidades, demandas e aspirações de todos os peruanos, e não nos deixarmos cair em conflito amargo que causa enormes danos ao Peru.”

Vizcarra assume o poder em meio a um escândalo envolvendo o conglomerado brasileiro de construção civil Odebrecht que continua a perturbar um dos mercados mais estáveis da América Latina, e o segundo produtor mundial de cobre no mundo.

Na véspera da posse, milhares de manifestantes marcharam pelo centro da capital Lima para exigir eleições antecipadas na esperança de se livrar de uma classe política amplamente vista como corrupta.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.