Novo Governo na Síria é constituído

O governo de Bashar al-Assad também anunciou a libertação de todos os manifestantes presos pelos protestos por mudanças

Cairo - Um novo Governo sírio, liderado pelo primeiro-ministro Adel Safar, foi formado nesta quinta-feira, após os protestos das últimas semanas em diferentes pontos do país, anunciou a imprensa estatal da Síria.

A televisão estatal síria informou que o presidente do país, Bashar al-Assad, ditou um decreto para a constituição de um novo Executivo.

O novo ministro do Interior é Ibrahim al-Shaar e o departamento de Economia e Comércio ficará com Mohammed al Jililati e o de Informação por Adnan Mahmoud.

Apesar da mudança em vários ministérios se mantêm no cargo o titular de Relações Exteriores, Walid al Muallem, e o de Defesa, general Ali Habib.

Pouco depois do anúncio do novo Gabinete, a televisão síria assinalou em nota urgente que Assad havia ordenado a libertação de todos os detidos durante os últimos fatos no país, "exceto os que perpetraram ações criminosas contra a pátria e a cidadania", sem dar mais detalhes.

Até agora não se sabe o número exato de pessoas detidas durante as últimas semanas na Síria. A organização Observatório Sírio para os Direitos Humanos denunciou nesta quinta-feira que centenas foram torturadas nos centros de detenção.

Os protestos contra o regime de Assad começaram em meados do mês passado e forçaram a renúncia em 29 de março do Executivo de Mohammed Naji al-Otari.

Cinco dias depois, em 3 de abril, Assad encarregou Safar de formar um novo Governo, que ocupava o ministério de Agricultura no anterior Gabinete.

O Governo de Safar será encarregado de introduzir as reformas prometidas por Assad, entre elas o levantamento da Lei de Emergência, em vigor desde 1963, uma das principais demandas da oposição.

As mudanças governamentais e as promessas de reforma foram interpretadas como uma tentativa do regime para contentar a revolta - que segundo diferentes ONGs - matou 170 mortos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.