"Grécia deve respeitar a Europa", diz presidente da Comissão

Juncker disse que continente respeita os gregos, mas eles "também devem respeitar os outros, as opiniões públicas e os parlamentares do resto da Europa"
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, antes de reunião do Eurogrupo em Bruxelas (Emmanuel Dunand/AFP)
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, antes de reunião do Eurogrupo em Bruxelas (Emmanuel Dunand/AFP)
Por Da RedaçãoPublicado em 29/01/2015 10:08 | Última atualização em 29/01/2015 10:08Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Paris - "A Grécia deve respeitar a Europa", afirmou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, acrescentando que, de maneira alguma, "suprimirá a dívida" da Grécia, embora haja "acertos possíveis" - de acordo com entrevista ao jornal francês "Le Figaro", publicada na edição desta quinta-feira.

"Respeitamos o sufrágio universal na Grécia, mas a Grécia também deve respeitar os outros, as opiniões públicas e os parlamentares do resto da Europa", declarou Juncker, após a chegada ao poder da esquerda radical do Syriza.

"Acertos são possíveis, mas não vão alterar fundamentalmente o que já está instalado", frisou, um dia antes da viagem do chefe dos ministros das Finanças da Zona Euro, o holandês Jeroen Dijsselbloem, sexta-feira, a Atenas.

"De maneira alguma, vai-se suprimir a dívida grega. Os outros países da Zona Euro não vão aceitar", insistiu.