Netanyahu diz que não quer escalada da tensão com a Síria

O primeiro-ministro de Israel afirma que Forças de Defesa mataram as forças sírias que dispararam foguetes contra o país

Jerusalém - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta sexta-feira que seu país não quer uma escalada da violência com a Síria, mas vai continuar se defendendo dos ataques.

"Disse esta semana que qualquer um que tente nos causar prejuízo íamos atacar, e assim fizemos", assinalou em comunicado divulgado horas antes do começo da jornada de descanso judeu do 'shabat'.

"As Forças de Defesa de Israel mataram as forças sírias que dispararam (foguetes) e quem o permitiu. Não temos intenção de uma escalada de incidentes, mas nossa política permanece", acrescentou.

Netanyahu aproveitou a ocasião para denunciar que a comunidade internacional está "correndo para abraçar o Irã" enquanto um comandante iraniano coordenou e organizou o ataque ontem a Israel com quatro foguetes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.