Negociação de paz para Síria têm poucas esperanças de êxito

Espera-se que estas conversações, que prossigam até 9 de abril, se centrem em aspectos humanitários

Moscou – As negociações de paz para a Síria começaram nesta segunda-feira em Moscou, mas a ausência de grupos fundamentais da oposição dá poucas esperanças em relação à possibilidade de se obter avanços.

O embaixador sírio ante a ONU, Bashar al Jaafari, liderou a delegação do governo na reunião a portas fechadas com membros da oposição “tolerada” pelo regime, o Comitê Nacional de Coordenação para a Mudança Democrática (CNCCD).

O Conselho Nacional Sírio (CNS), a coalizão opositora apoiada pelo Ocidente, não compareceu à reunião.

Espera-se que estas conversações, que prossigam até 9 de abril, se centrem em aspectos humanitários.

Para a Rússia, um dos maiores apoio do regime de Bashar al-Assad, o encontro supõe uma ocasião para reforçar seu papel de possível mediador na guerra civil, que começo um em 2011.

“Os resultados só serão conhecidos quando o encontro terminar”, afirmou o ministro das Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov.

“Não estamos impondo nenhuma data limite, dada a quantidade de sangue derramada na Síria”, declarou.

A reunião é a segunda deste tipo depois da realizada em Moscou, em janeiro, e que não levou nenhum avanço para uma saída para o conflito.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.