Navio que transportava diesel naufraga nas ilhas equatorianas de Galápagos

Patrimônio da Humanidade no Pacífico do Equador pode ter plano de contingência, informaram as autoridades; quantidade de combustível vazado não foi divulgada
Galápagos, que pertencem ao Equador, é considerado um Patrimônio da Humanidade (AFP/AFP)
Galápagos, que pertencem ao Equador, é considerado um Patrimônio da Humanidade (AFP/AFP)
Por AFPPublicado em 23/04/2022 17:28 | Última atualização em 23/04/2022 17:28Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Um navio que transportava diesel naufragou no sábado, 23, nas ilhas Galápagos, Patrimônio da Humanidade no Pacífico do Equador, levando à ativação de um plano de contingência diante de uma possível emergência, informaram as autoridades.

"A embarcação Albatroz, de propriedade privada, naufragou na ilha de Santa Cruz, Puerto Ayora (capital), transportando diesel", disse a petroleira estatal Petroecuador em comunicado, sem especificar a quantidade de combustível que o navio transportava nem quanto foi derramado.

"Um plano de contingência foi ativado e duas seções de barreiras de contenção foram entregues para cercar a embarcação e conter os efeitos do naufrágio", afirmou.

O incidente também não deixou vítimas. "Os quatro tripulantes deste barco estão vivos", acrescentou.

O Parque Nacional de Galápagos (PNG) indicou no Twitter que "antes do naufrágio de um barco de mergulho na Baía da Academia, a #OurParkGuards colocou barreiras de contenção e dispersão para limitar possíveis impactos negativos no meio ambiente".

O arquipélago equatoriano de Galápagos, localizado a 1.000 km da costa, possui flora e fauna únicas no mundo, como as tartarugas gigantes das quais levam seu nome.