Na Guatemala, manifestantes anti-governo ateiam fogo no Congresso

Protestos são relacionados ao novo Orçamento aprovado pelo país para 2021

Manifestantes anti-governo atearam fogo no Congresso da Guatemala como forma de protestar contra o Orçamento aprovado para o próximo ano e de pedir a renúncia do atual presidente, Alejandro Giammattei.

Inovação na prática

De acordo com informações da BBC, o incidente aconteceu hoje e só parou quando a polícia dispersou os manifestantes. Segundo as fontes oficiais, a extensão dos danos ao prédio ainda é desconhecida.

Os manifestantes justificam o ato ao afirmar que o governo está priorizando empresários do setor de infraestrutura para destinar a verba do próximo ano, em detrimento de gastos com a Saúde e Educação, altamente impactados pela covid-19.

Recentemente, o país teve danos sérios causados pela tempestade Eta, em que pelo menos 75.000 guatemaltecos foram diretamente afetados.

Dados apontam que o orçamento aprovado, de quase US$ 13 bilhões, é um dos maiores da história do país.

Histórico de protestos

Em 2017, o país também teve protestos na capital pedindo a renúncia do então presidente, Jimmy Morales. O motivo, contudo, era bem diferente: à época, os manifestantes pediam que ele saísse do poder por causa dos escândalos de corrupção em que esteve envolvido.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.