Mujica: Argentina deve se unir ao Brasil em integração

"A Argentina teria que acompanhar (a integração) e não acompanha porra nenhuma", disse Mujica em entrevista a jornal argentino

São Paulo - O presidente do Uruguai, José Mujica, afirmou neste domingo, em entrevista ao jornal Perfil, que a Argentina deveria se somar a uma integração regional liderada pelo Brasil.

"A Argentina teria que acompanhar (a integração) e não acompanha porra nenhuma. Ao contrário, é como se a Argentina tivesse retrocedido a uma visão dos [anos] 1960", disse o presidente, consultado sobre os blocos Mercosul, o qual integra ao lado de Brasil, Argentina, Paraguai e Venezuela, e a Unasul, que reúne os países da América do Sul.

Para Mujica, "a integração precisa de uma liderança e essa liderança se chama Brasil".

"Sabem quem são os mais integracionistas? Os países pequenos, como os nossos; por necessidade, porque vamos correndo atrás", disse o presidente, que em 1º de março passará o poder ao seu sucessor, Tabaré Vázquez, do mesmo partido, a Frente Ampla, que reúne as forças da esquerda e da centro-esquerda.

O chefe de Estado uruguaio disse que "enquanto tem vento de popa, a Argentina se esquece da integração; quando as coisas vão bem, vai para o outro lado: o Brasil também".

"Vou te contar um segredo: a presidente do Brasil [Dilma Rousseff] me disse uma vez: "Ai, Pepe, é preciso ter paciência estratégica com a Argentina…!", relatou.

As relações econômicas dentro do Mercosul, particularmente entre Uruguai e Argentina, passam por momentos de desacordos e dificuldades.

"O Brasil tem aguentado de tudo com os argentinos, de tudo... Mas não quer perdê-los como aliados. A Argentina acaba sendo determinante em tudo. O que a Argentina fizer ou não fizer vai incidir no rumo que o Brasil tomar", disse o presidente uruguaio, que desfruta de um elevado índice de popularidade em seu país e foi guerrilheiro do movimento de esquerda Tupamaros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.