A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Morales descreve Jesus como o "primeiro socialista do mundo"

Estamos na Santa Sé. O primeiro socialista do mundo foi Jesus Cristo", disse o presidente da Bolívia

Cidade do Vatican0 - O presidente da Bolívia, Evo Morales, lembrou na Santa Sé neste sábado Jesus Cristo como "o primeiro socialista do mundo" e defendeu a nacionalização aplicada em seu país para acabar com a "política do saque" do neoliberalismo.

"Estamos na Santa Sé. O primeiro socialista do mundo foi Jesus Cristo", afirmou durante discurso em um simpósio no Vaticano, no qual afirmou que não podia "estar com o capitalismo desumano, mas com o socialismo comunitário".

Morales se declarou católico e, por esse motivo, defendeu a necessidade de "estar com os humildes e com os pobres", como defende o papa, e "estár é ser anticapitalista e anti-imperialista", defendeu.

Ao longo de seu discurso no simpósio para lembrar a encíclica sobre economia social de João Paulo II, "Centesimus Annus" (1991), o líder boliviano defendeu o processo de nacionalização aplicado em seu país desde sua chegada ao poder, em 2006, e que, segundo ressaltou, pôs fim "à política do saque" da era neoliberal anterior.

"Durante a colônia, principalmente na América Latina e no Caribe, havia política de genocídio, uma política de saque. E (tivemos) que mudar toda essa estrutura que os governos do passado nos deixaram", lembrou.

Morales destacou a nacionalização dos hidrocarbonetos, "o mais importante", o que fez a arrecadação do petróleo passar dos US$ 4,5 bilhões para US$ 5,5 bilhões de 2014, um ano antes de o preço do começasse a cair.

O líder boliviano aproveitou a oportunidade para enfatizar seu desejo de ver o país se transformar no "centro energético da América do Sul", capaz de exportar energia.

De acordo com Morales, "o capitalismo é insustentável, como o sistema mafioso dos paraísos fiscais". EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também