Mundo

Morales aprova lei para impulsionar exploração de mina de ferro

La Paz - O presidente da Bolívia, Evo Morales, promulgou hoje uma lei para entregar terras à empresa indiana Jindal para a exploração de Mutún, considerada a segunda maior mina de ferro da América do Sul e a sétima do mundo. Morales assinou a lei na cidade de Santa Cruz na presença dos executivos da […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de agosto de 2010 às 15h48.

La Paz - O presidente da Bolívia, Evo Morales, promulgou hoje uma lei para entregar terras à empresa indiana Jindal para a exploração de Mutún, considerada a segunda maior mina de ferro da América do Sul e a sétima do mundo.

Morales assinou a lei na cidade de Santa Cruz na presença dos executivos da Jindal, cujos investimentos nesse projeto estão atrasados desde que em 2007 assinou um contrato para explorar a metade da mina.

O presidente ressaltou que a empresa, que tem contrato de joint venture com o Estado boliviano, agora "não tem razão alguma" para não garantir os investimentos no projeto.

A empresa indiana tinha se comprometido a investir inicialmente US$ 600 milhões em três anos, mas até o primeiro trimestre desta gestão só tinha apresentado US$ 12 milhões, argumentando que não contava com as terras necessárias para suas operações.

O atraso nos investimentos foi punido em abril passado pelo Ministério de Minas com uma multa de US$ 18 milhões.

Mutún é uma montanha no departamento de Santa Cruz (leste), perto da fronteira com o Brasil, com reservas de diversos minérios calculadas em 40 bilhões de toneladas.

Segundo relatórios econômicos, Mutún é a segunda mina de ferro na América do Sul, após a brasileira Serra dos Carajás (no Pará), e a sétima no mundo.

Leia mais sobre mineração

Siga as últimas notícias de Mundo no Twitter

Acompanhe tudo sobre:América LatinaBolíviaIndústriaMineração

Mais de Mundo

Dois dias após atentado, Trump faz primeira aparição pública na Convenção Republicana

Biden ordena fornecimento de aparato de segurança para Kennedy Jr. e reforço para o de Trump

Site de Trump usa imagem de seu rosto ensanguentado para arrecadar fundos após atentado

Bolívia anuncia descoberta de megacampo de gás natural

Mais na Exame