Mladic sofre "crise de hipertensão" durante leitura de sentença

O ex-líder militar servo-bósnio é julgado por genocídio e crimes de guerra durante o Guerra da Bósnia (1992-1995)
Ratko Mladic: a corte insistiu em ler o veredicto apesar dos protestos de Mladic (Denis Kapetanovic/Reuters)
Ratko Mladic: a corte insistiu em ler o veredicto apesar dos protestos de Mladic (Denis Kapetanovic/Reuters)
E
EFEPublicado em 22/11/2017 às 09:32.

Haia - O ex-líder militar servo-bósnio Ratko Mladic sofreu nesta quarta-feira uma "crise de hipertensão" enquanto escutava sua sentença no Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) por genocídio e crimes de guerra durante o Guerra da Bósnia (1992-1995).

Mladic pediu uma pausa de cinco minutos ao Tribunal para ir ao banheiro, mas o ex-comandante permaneceu no toalete do tribunal durante mais de 40 minutos.

Com o reinício da sessão, sua equipe de advogados pediu adiamento da sentença para outro dia dada a situação de saúde do acusado, mas a corte insistiu em ler o veredicto.

Perante esta recusa, Mladic começou a gritar e protestar aos juízes. Perante a tensão, o magistrado Alphons Orie pediu aos seguranças que o retirassem da sala e o levasse para outra para escutar a sentença.