Acompanhe:

Milhares de voos são paralisados nos EUA após pane geral em computadores

A instituição federal que controla as decolagens nos EUA determinou que os voos domésticos não decolem até que a situação seja resolvida

Modo escuro

Avião: mais de 2500 voos atrasados nos EUA (Jaromir Chalabala / EyeEm/Getty Images)

Avião: mais de 2500 voos atrasados nos EUA (Jaromir Chalabala / EyeEm/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 11 de janeiro de 2023, 10h15.

Última atualização em 11 de janeiro de 2023, 12h52.

Milhares de voos estão impedidos de decolar nos Estados Unidos na manhã desta quarta-feira, 11, após uma pane generalizada nos sistemas que fornecem informações de voo.

A Administração Federal de Aviação (FAA na sigla em inglês), que gerencia as decolagens, ordenou que as companhias aéreas pausem todas as partidas domésticas até 11 horas (9 horas no horário local de Washington D.C.).

O objetivo é "permitir que a agência valide a integridade do voo e segurança da informação".

A estimativa é que mais de 2.500 voos dentro e fora dos EUA tenham sido atrasados por volta das 10 horas (horário de Brasília), segundo publicou a rede americana NBC News com base no site de acompanhamento de voos FlightAware.

Ao menos 250 foram cancelados, segundo esse monitoramento.

ATUALIZAÇÃO: Voos são retomados nos EUA após paralisação por pane no sistema de controle aéreo

Casa Branca diz que não há evidência de ataque hacker

O motivo da pane ainda não foi esclarecido até o momento, e a FAA disse que está trabalhando para reestabelecer os sistemas.

A Casa Branca foi informada do problema nesta manhã. A porta-voz do presidente Joe Biden, Karine Jean-Pierre, disse pelas redes sociais que "não há evidência de um ataque cibernético" por ora.

“Não há evidências de um ataque cibernético neste momento, mas o presidente instruiu (o Departamento de Transporte) a conduzir uma investigação completa sobre as causas”, disse a porta-voz.