Metade de membros da missão da ONU na Síria abandona o país

Informação é de Ahmad Fawzi, porta-voz do enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Kofi Annan

Genebra - Metade dos 350 funcionários da ONU que integram a Missão de Observação da ONU na Síria (UNSMIS) abandonou o país, informou nesta quarta-feira à Agência Efe Ahmad Fawzi, porta-voz do enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Kofi Annan.

"Não posso dar números exatos, mas trata-se aproximadamente de metade dos observadores", disse Fawzi, que acrescentou que a medida foi tomada para "reconfigurar os objetivos da missão e se concentrar mais em aspectos políticos do que em aspectos militares".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.