Menina morre e oito menores ficam feridos em ataque guerrilheiro na Colômbia

Guerrilheiros das Farc lançaram cilindro-bomba contra uma escola na zona rural de Cauca, Colômbia
Funcionário do governo colombiano diz que região de Cauca está "em alerta vermelho" por causa das Farc (AFP)
Funcionário do governo colombiano diz que região de Cauca está "em alerta vermelho" por causa das Farc (AFP)
D
Da RedaçãoPublicado em 17/09/2011 às 14:14.

Bogotá - Uma menina morta e oito menores feridos foram o saldo da explosão de um cilindro-bomba lançado por guerrilheiros das Farc contra uma escola de uma zona rural do departamento colombiano de Cauca (sudoeste), denunciou neste sábado um porta-voz oficial.

"Dói o fato de que uma menina faleceu e outros oito menores de idade ficaram feridos neste ataque insano da guerrilha", afirmou Alvaro Grijalba, secretário de Governo de Cauca, à imprensa.

A situação, segundo o funcionário, ocorreu na sexta-feira à tarde em El Credo, na zona rural do município de Caloto (Cauca).

O ataque foi atribuído a guerrilheiros da sexta frente das Farc que atua na região.

Grijalba, que assegurou que o departamento atravessa uma grave situação pela ação dos grupos armados ilegais, pediu aos organismos de direitos humanos que se pronunciem sobre os incidentes ocorridos em Caloto.

"Esperamos o pronunciamento das organizações de direitos humanos - que nunca o fizeram - porque me parece que estas entidades têm um dever moral com o país, com a população civil e com um departamento como o Cauca", afirmou.

O funcionário acrescentou que o Cauca encontra-se "em alerta vermelho para poder enfrentar de forma clara e precisa o processo eleitoral que se aproxima, e que certamente terá algumas dificuldades" pela ação dos grupos armados.

Os colombianos irão às urnas no dia 30 de outubro para eleger governadores de departamento, prefeitos, deputados e vereadores.