Mundo

Mbappé pede votos contra extrema direita: "Não podemos deixar o país nas mãos dessa gente"

Jogador francês incentivou seus compatriotas a escolherem outra opção que não o partido liderado por Marine Le Pen

Kylian Mbappé, jogador da seleção da França (Christian Liewig/Getty Images)

Kylian Mbappé, jogador da seleção da França (Christian Liewig/Getty Images)

EFE
EFE

Agência de Notícias

Publicado em 4 de julho de 2024 às 15h15.

Tudo sobreFrança
Saiba mais

O atacante Kylian Mbappé, que concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira, véspera da partida entre França e Portugal, pelas quartas de final da Eurocopa, entrou no assunto das eleições legislativas francesas e pediu aos eleitores que "não deixem o país nas mãos dessas pessoas", em referência ao partido de extrema direita Reagrupamento Nacional, que venceu o primeiro turno com 33,15% do total de votos.

Assim como antes do primeiro turno das eleições, o atacante seleçao francesa França e do Real Madrid novamente pediu um voto contra a extrema direita e incentivou seus compatriotas a escolherem outra opção que não o partido liderado por Marine Le Pen.

"Mais do que nunca, precisamos ir votar. Há uma urgência real. Não podemos deixar o nosso país nas mãos dessa gente. É realmente urgente. Acho que já vimos os resultados, é catastrófico, e realmente esperamos que tudo corra bem e que as pessoas se mobilizem", enfatizou o craque da seleção francesa.

Acompanhe tudo sobre:FrançaEleições

Mais de Mundo

Ataque a tiros deixa 4 mortos e 9 feridos em boate nos EUA

Biden e Trump pedem união nacional, e FBI investiga motivo de ataque ao ex-presidente

Aumento de armas em poder dos cidadãos coloca em xeque democracia, diz Lewandowski sobre atentado

Economia da China cresce menos que o previsto no 2º trimestre de 2024

Mais na Exame