Mario Monti busca respaldo ao novo governo italiano no Senado

O novo Executivo deverá enfrentar um dos momentos mais complicados da economia da Itália, na mira dos mercados pela desconfiança gerada por suas contas públicas

Roma - O novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, buscará nesta quinta-feira no Senado o voto de confiança para seu governo, e fará o mesmo na Câmara dos Deputados na sexta-feira, para conseguir o 'sim' definitivo.

A previsão é que Monti chegue ao Senado às 10h (de Brasília) para explicar seus planos de governo e pedir o respaldo dos senadores.

Após o discurso do novo primeiro-ministro haverá um debate no plenário e o voto de confiança deve ser dado, sem problemas, por volta das 17h30, dado o apoio quase unânime demonstrado pelas forças parlamentares nos últimos dias de consultas.

Na sexta-feira, Monti se apresentará perante a Câmara dos Deputados onde repetirá o trâmite.

Após dois dias de consultas com os partidos políticos e agentes sociais, Monti aceitou ontem perante o presidente italiano, Giorgio Napolitano, a Presidência do Executivo e anunciou os nomes de seus integrantes, todos tecnocratas.

Horas após aceitar o cargo, foi realizada a cerimônia de juramento de Monti como novo primeiro-ministro e dos membros de seu Gabinete, integrado por 12 ministros com pasta (três mulheres) e outros cinco sem pasta.

O novo Executivo deverá enfrentar um dos momentos mais complicados da economia da Itália, na mira dos mercados pela desconfiança gerada por suas contas públicas, com um endividamento de 120% do Produto Interno Bruto (PIB).

Silvio Berlusconi apresentou sua renúncia como primeiro-ministro no sábado passado, após aprovar no Parlamento italiano as primeiras reformas econômicas exigidas pela União Europeia, depois de ter constatado a perda de sua maioria absoluta dias antes na Câmara dos Deputados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também