Mundo

Manifestantes invadem prédio de escritórios do Senado dos EUA

"Expressamos nossa opinião de que somos contra a guerra" disse um protestante após ser preso

Duas pessoas foram detidas no átrio do prédio de escritórios do Senado dos EUA (Mark Wilson/AFP via/Getty Images)

Duas pessoas foram detidas no átrio do prédio de escritórios do Senado dos EUA (Mark Wilson/AFP via/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de outubro de 2011 às 14h41.

Washington - Manifestantes invadiram um prédio de escritórios do Senado, em Washington, e gritaram slogans durante uns 15 minutos antes de a polícia intervir.

Duas pessoas foram detidas, segundo um cinegrafista que registrou o ato de protesto ocorrido no átrio do edifício Hart para o site "Parem a máquina" (Stop the Machine).

"Vencemos! 100% de êxito!", comemorou um dos manifestantes, alegando que a demonstração de pressão resultou num fechamento temporário do prédio ligado ao Senado.

"Expressamos nossa opinião de que somos contra a guerra", acrescentou outro manifestante, Leah Bolger, um ex-comandante da marinha dos Estados Unidos que é vice-presidente dos "Veteranos pela Paz" (Veterans for Peace).

"Parem a máquina" ocupa a Praça da Liberdade, localizada perto da Casa Branca, desde quinta-feira. Um segundo grupo, chamado "Ocupem DC" (Occupy DC) e inspirado no original "Ocupem Wall Street", está na Praça McPherson desde 1o. de outubro.

Acompanhe tudo sobre:Estados Unidos (EUA)GuerrasPaíses ricosPolítica no BrasilProtestosSenado

Mais de Mundo

Republicanos exigem renúncia de Biden, e democratas celebram legado

Apesar de Kamala ter melhor desempenho que Biden, pesquisas mostram vantagem de Trump após ataque

A estratégia dos republicanos para lidar com a saída de Biden

Se eleita, Kamala será primeira mulher a presidir os EUA

Mais na Exame