Manifestantes anti-Wall Street em Los Angeles resistem ao desalojamento

A multidão tomou as ruas próximas ao parque em que o acampamento está instalado depois que o prazo para retirada venceu

Los Angeles - Mais de mil manifestantes anti-Wall Street em Los Angeles desafiaram a polícia e tomaram as ruas da cidade na madrugada desta segunda-feira ao concluir o prazo dado para que desfazer seu acampamento.

O chefe adjunto da polícia, José Pérez, disse ao jornal Los Angeles Times que os oficiais permanecem em "alerta tático", ou seja, não entrarão em ação até que recebam uma ordem.

A multidão - entre 2.500 e 3.000 pessoas, segundo os membros do movimento em sua conta no Twitter - tomou as ruas próximas ao parque em que o acampamento está instalado, enquanto que policiais com equipamentos antidistúrbios se reuniam na zona.

O prefeito da cidade, Antonio Villaraigosa, anunciou a ordem de que manifestantes que acampam no centro de Los Angeles desde outubro deveriam abandonar o local nesta segunda-feira às 00H01.

"O movimento Occupy LA chamou a atenção para as crescentes desigualdades em nosso país e desejo que este esforço construa uma economia que funcione para todos", disse Villaraigosa em uma coletiva de imprensa conjunta com o chefe da polícia, Charlie Beck.

"Embora continuemos respeitando o exercício dos direitos de cada um (...), o City Hall Park fica temporariamente fechado devido às preocupações de segurança pública que derivam de um acampamento de longo prazo", acrescentou.

Quando vencer o ultimato para o fim do protesto, que começou no dia 1o. de outubro, os oficiais "trabalharão humanamente" com os membros do movimento para ajudá-los a cumprir com o fechamento, disse Villaraigosa.

Pouco antes, o grupo havia emitido um comunicado no qual afirmou que não abandonaria o local.

"Como grupo, o Occupy Los Angeles quer expressar sua rejeição à suposta intenção da cidade de que abandonemos o City Hall", afirmaram os manifestantes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.