A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Líderes talebans do Paquistão anunciam apoio ao EI

Alguns dos chefes do principal grupo taleban do Paquistão anunciaram apoio ao Estado Islâmico no Iraque e na Síria

Islamabad - Alguns dos chefes do principal grupo taleban do Paquistão, o TTP, entre eles o porta-voz da organização, anunciaram nesta terça-feira seu apoio ao Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

Seis líderes do TTP anunciaram sua aliança com o EI através de um vídeo do porta-voz do grupo, Shahidulah Shahid, segundo o assessor de comunicação do governo das Áreas Tribais sob Controle Federal (Fata, sigla em inglês), Naseer Ullah Khan.

"Declaro minha lealdade ao Califa dos Muçulmanos. De agora em diante seguirei todas as instruções do líder do Estado Islâmico, Abu Bakar al Baghdadi", disse Shahid.

O porta-voz insistiu que fez o anúncio em seu nome e no de outros cinco chefes do TTP das áreas de Orakzai, Khyber Pakhtunkhwa, Kurram Agency, Hangu e Peshawar, mas que sua aliança com o EI não tem nada a ver com o TTP.

No início do mês, o grupo paquistanês anunciou sua aliança com o Estado Islâmico, mas Shahid negou no dia seguinte, garantindo que o TTP somente "é leal a Amir ul Momineen (título que ostenta o mulá Omar, líder dos talebans afegãos)" e que "não cogitavam abandonar" a união com Omar.

O TTP foi criado em 2007 e reúne diferentes tribos.

Nos últimos meses, o grupo vem sofrendo com lutas internas pelo poder, que provocaram uma cisão na organização.

O grupo taleban esteve por trás da maior parte dos milhares de atentados terroristas que ocorreram no Paquistão nos últimos anos.

O EI tentou se expandir, mas com pouco sucesso, no Sul da Ásia, uma região dominada pelos movimentos talebans que lutam contra os governos de Paquistão e Afeganistão.

O anúncio realizado por esses seis líderes acontece um mês depois que o líder da Al Qaeda, Ayman al Zawahiri, anunciou a formação de uma organização vinculada a sua rede terrorista no subcontinente indiano, um movimento que os analistas consideraram defensivo devido à expansão do EI e seu poder para atrair novos recrutas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também