Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Beirute já tem 300 mil desabrigados: metade da cidade foi destruída

Bairros inteiros foram devastados; três hospitais foram completamente destruídos, além de milhares de prédios residenciais e casas

Mais de 300.000 pessoas perderam suas casas nas explosões que devastaram metade da capital Beirute, no Líbano. Segundo o prefeito de Beirute, Marwan Abboud, as autoridades locais estão providenciando alimentos, água e abrigos improvisados para os desabrigados.

Mais de 100 pessoas morreram. Há mais de 4.000 feridos. Segundo as equipes de resgate, há corpos nos escombros e, por isso, a contagem de mortos pode subir conforme as buscas avançarem.

As autoridades libanesas informaram nesta terça-feira, dia 4, que a causa mais provável da explosão foi um acidente em um depósito com 2.750 toneladas de nitrato de amônia, no porto, que pegou fogo.

Documentos divulgados pela imprensa libanesa nesta quarta-feira, 5, indicam que as autoridades portuárias enviaram ofícios à Justiça solicitando que fossem tomadas providências quanto à precariedade da segurança do armazenamento do material. Aparentemente, não houve resposta aos pedidos.

O nitrato de amônia é um material utilizado na fabricação de bombas e fertilizantes. O insumo tem um alto potencial explosivo.

A região central, onde ocorreu a explosão, é bastante movimentada, com dezenas de escolas, universidades, centros de saúde, restaurantes e lojas. Na explosão, três hospitais foram destruídos. Várias construções desabaram, incluindo casas e prédios residenciais.

Diversos países já se prontificaram a enviar ajuda humanitária ao Líbano. A França vai enviar nesta quarta-feira, de avião, estruturas para montar um hospital de campanha com capacidade para atender 500 pessoas, além de profissionais de saúde para ajudar no socorro às vítimas. A Austrália divulgou a doação de 1,4 milhão de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também