Mundo

Kate Middleton faz primeira aparição oficial após diagnóstico de câncer; veja vídeo e fotos

Aos 42 anos, a futura rainha do Reino Unido enfrentou meses de especulações envolvendo seu sumiço repentino, e no início de março revelou que tem feito tratamento quimioterápico preventivo contra um câncer

 (AFP/AFP)

(AFP/AFP)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 15 de junho de 2024 às 09h04.

Tudo sobreFamília real britânica
Saiba mais

A princesa Kate Middleton realizou sua primeira aparição oficial do ano neste sábado, durante o desfile militar Trooping the Colour em celebração ao aniversário oficial do Soberano, o rei Charles III. Primeiro, ela chegou ao Palácio de Buckingham de carro com seus filhos e o marido, o príncipe William. Depois, como era esperado, Kate foi vista dentro de uma carruagem como parte da procissão real. Aos 42 anos, a futura rainha do Reino Unido enfrentou meses de especulações envolvendo seu sumiço repentino, e no início de março revelou que tem feito tratamento quimioterápico preventivo contra um câncer.

O rei Charles e a rainha Camilla também saíram do palácio numa carruagem escocesa e embarcaram em direção à Horse Guards Parade. Vestido com traje militar completo, o monarca recebeu uma saudação real dos militares reunidos enquanto os alto-falantes locais tocavam God Save the King, o hino nacional britânico. Na sequência, ele saiu do veículo e tomou sua posição na base de saudação para assistir assistir ao restante do desfile. Seu filho mais velho e herdeiro, William, de 41 anos, desfilou a cavalo, também em uniforme militar.

Kate havia anunciado nesta sexta-feira que planejava comparecer ao evento. O comunicado de sua presença em homenagem ao monarca britânico foi feito em uma publicação nas redes sociais. Nela, a princesa de Gales disse que tem tido “bons progressos”, embora também tenha ressaltado que, “como qualquer pessoa que passa por uma quimioterapia sabe, há dias bons e ruins”. “Nos dias ruins, você se sente fraco, cansado e tem que ceder ao corpo e descansar. Mas nos dias bons, quando você se sente mais forte, quer aproveitar ao máximo o bem-estar”, disse ela, acrescentando que ainda enfrentará “mais alguns meses” de tratamento.

“Estou ansiosa para participar do Desfile de Aniversário do Rei neste fim de semana com minha família”, escreveu a futura rainha do Reino Unido. “Espero participar de alguns compromissos públicos durante o verão (no Hemisfério Norte, inverno no Brasil), mas igualmente sabendo que ainda não estou fora de perigo. Estou aprendendo a ser paciente, especialmente com a incerteza. Aceitando cada dia como ele é, ouvindo meu corpo e me permitindo ter esse tempo tão necessário para me curar”.

Ainda que cauteloso, o retorno da princesa de Gales à normalidade será uma fonte de alívio para a família real britânica, já que o rei também precisou ser afastado de seus compromissos reais para cuidar de um câncer de próstata. O monarca, que foi hospitalizado em janeiro, começou a retornar aos deveres públicos em abril. Na semana passada, ele participou de cerimônias para comemorar o 80º aniversário do Dia D (desembarque que mudou o rumo da Segunda Guerra na Europa).

Rei ‘encantado’

Logo após o anúncio de Kate nesta sexta-feira, o palácio disse que o rei, que irá supervisionar a cerimônia, estava “encantado” com a presença da princesa na Trooping the Color. Ela foi vista em uma carro com seus filhos – príncipe George, de 10 anos; princesa Charlotte, de 9; e príncipe Louis, de 6 – antes de assistir à cerimônia de um prédio ao lado do campo de desfile. A futura rainha também poderá se juntar a outros membros da realeza para a tradicional aparição na varanda do palácio.

Charles comemorou seu 75º aniversário em novembro. Mas a celebração formal, conhecida como Trooping the Color, ocorre neste sábado, quando 1,4 mil oficiais da Household Division, unidade militar de elite no Reino Unido e da Commonwealth britânica, desfilam perante o rei em uma rota que os leva do Palácio de Buckingham ao longo do Mall até o Horse Guards Parade, e depois de volta ao palácio. Segundo o site do Exército britânico, o evento ocorre todos os anos no mês de junho.

“Historicamente, o papel principal da cor de um regimento era fornecer um ponto de encontro no campo de batalha, o que era importante porque, sem as formas de comunicação disponíveis [atualmente], era fácil para os soldados se separarem de sua unidade durante o conflito”, diz a página do Exército. “Para que os soldados reconhecessem a cor de seu regimento, era necessário exibi-la. Isso era realizado por jovens oficiais que marchavam em fileiras com a cor erguida, o que originou o termo “trooping” (desfile). O que hoje é um grande espetáculo cerimonial começou como um desfile militar vital em tempos de guerra”.

Acredita-se que a cerimônia tenha sido realizada pela primeira vez durante o reinado do Rei Carlos II (1660-1685). Em 1748, determinou-se que esse desfile marcaria o aniversário oficial do Soberano, tornando-se um evento anual quando Jorge III subiu ao trono, em 1760. (Com New York Times)

Acompanhe tudo sobre:Kate MiddletonFamília real britânica

Mais de Mundo

Ataque a Trump: "Ainda é cedo para dizer se atirador agiu sozinho", dizem autoridades

Trump se pronuncia após ser atingido na cabeça em comício na Pensilvânia

Biden se pronuncia sobre tiroteio no comício de Trump: "Estou grato em saber que ele está bem"

'Atentado contra Trump deve ser repudiado', diz Lula sobre tiros durante comício

Mais na Exame