Japão e Otan reforçam laços ante invasão da Rússia na Ucrânia e focando China

O ministro da Defesa japonês, Nobuo Kishi, afirmou que o Japão espera fortalecer seus laços com os países da Europa
 (Leonardo/Exame)
(Leonardo/Exame)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 07/06/2022 às 12:59.

Autoridades do Japão e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) concordaram nesta terça-feira (7) em reforçar a cooperação militar e em exercícios conjuntos, no momento em que compartilham preocupações de que a invasão da Rússia na Ucrânia provoca uma deterioração do ambiente de segurança na Europa e na Ásia.

O ministro da Defesa japonês, Nobuo Kishi, disse após se reunir com o chefe do Comitê Militar da Otan, Rob Bauer, que o Japão espera fortalecer seus laços com os países da Europa e saúda o maior envolvimento da aliança na região do Indo-Pacífico. A visita de Bauer a Tóquio ocorre no momento em que a Força Marítima de Autodefesa do Japão participa em exercícios navais com a Otan no Mar Mediterrâneo.

O Japão tem ampliado suas capacidades militares e a cooperação com a Europa, além de sua aliança com os EUA e de parcerias com outros países, de olho na ascensão da China. Também nesta terça-feira, houve exercícios militares conjuntos de jatos japoneses e americanos no Mar do Japão. Fonte: Associated Press.

fonte: Estadão Conteudo