Ivanka Trump viaja à América do Sul para apoiar iniciativas de mulheres

"O objetivo de Ivanka Trump é apoiar cerca de 50 milhões de mulheres no mundo", disse a vice-presidente da Colômbia, Marta Lucía Ramírez

Bogotá- Assessora e filha do presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump inicia nesta terça-feira uma viagem por três países da América do Sul, com primeira parada na Colômbia, com uma agenda focada no empoderamento feminino.

“A visita de Ivanka Trump à Colômbia é chave pelo grande compromisso que ela tem com as mulheres do mundo. Ela tem a capacidade de convocar outras lideranças e a comunidade internacional. Sua visita permitirá potencializar nosso trabalho pelas mulheres”, afirmou a vice-presidente da Colômbia, Marta Lucía Ramírez, em mensagem postada nas redes sociais.

Ivanka deve chegar ainda na segunda-feira a Bogotá, primeira etapa da excursão pela América do Sul, que termina na sexta-feira e incluirá passagens por Argentina e Paraguai. Na Colômbia, a filha do presidente americana se reunirá com mulheres empreendedoras e com beneficiárias de bolsas de estudos sobre temas ligados ao narcotráfico.

Ela será acompanhada na viagem pelo subsecretário do Departamento de Estado, John Sullivan, e pela subdiretora-geral do Departamento de Defesa, Lisa Hershman. Segundo a vice-presidente da Colômbia, a visita de Ivanka terá como principal objetivo “trabalhar de maneira conjunta em ações de empoderamento da mulher”.

“É prioridade dos governos, tanto da Colômbia como dos Estados Unidos, promover entornos idôneos, em nível legal, educativo e econômico que aumentem o empoderamento das mulheres para facilitar sua participação na economia”, afirmou a vice-presidente colombiana.

Ramírez, primeira mulher em ocupar o cargo na Colômbia, destacou a liderança de Ivanka na Iniciativa de Desenvolvimento Global e Prosperidade das Mulheres. O projeto, segundo ela, beneficiará 50 milhões de mulheres em todo o mundo.

“O objetivo de Ivanka Trump é apoiar cerca de 50 milhões de mulheres no mundo. Nossa meta é conseguir que boa parte desse número sejam mulheres colombianas e, deste modo, garantir acesso a fundo de financiamento que permita que elas desenvolvam seus empreendimentos”, disse Ramírez.

Em 2017, Ivanka Trump lançou outro programa similar, o 2X América, com o qual os Estados Unidos destinarão US$ 150 milhões e buscarão investimentos do setor privado para facilitar o acesso ao crédito às mulheres empreendedoras na América Latina.

Em maio, durante viagem que fez aos EUA, Ramírez se reuniu na Casa Branca com Ivanka Trump para dialogar sobre o empoderamento da mulher e o empreendedorismo. Na oportunidade, a vice-presidente da Colômbia convidou a filha de Trump a visitar Bogotá.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.