Itália deve decretar lockdown nacional na Páscoa

Estabelecimentos não essenciais fecharão entre 3 e 5 de abril. Nestes dias, os italianos só poderão sair de casa por motivos profissionais, de saúde e de emergência

A Itália será submetida a um lockdown de âmbito nacional no fim de semana da Páscoa, mostrou uma proposta de decreto vista pela Reuters nesta sexta-feira, enquanto o governo luta para conter uma nova disparada de casos e hospitalizações de coronavírus.

Estabelecimentos não essenciais fecharão em todo o país entre 3 e 5 de abril. Nestes dias, os italianos só poderão sair de casa por motivos profissionais, de saúde e de emergência.

O decreto também diz que, a partir de segunda-feira, restrições serão endurecidas nas regiões "amarelas" de risco baixo, onde a circulação entre cidades pequenas será limitada rigidamente e restaurantes e bares serão fechados.

Além das medidas de âmbito nacional, a Itália calibra restrições em suas 20 regiões de acordo com um sistema de quatro escalas de cores --branco, amarelo, laranja e vermelho-- com base nos níveis de infecções que são revisados a cada semana.

A expectativa é que o decreto seja aprovado ainda nesta sexta-feira.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também