Itaipu poderá bater recorde de produção de energia em 2012

hidrelétrica terá a terceira maior produção de energia de sua história em 2011; meta é chegar a 100 mil megawatts no próximo ano

Rio de Janeiro - O presidente da usina Itaipu Binacional, Jorge Miguel Samek, afirmou nesta quarta-feira que a hidrelétrica terá a terceira maior produção de energia de sua história em 2011, de 91 mil a 92 mil megawatts, e estimou que a hidrelétrica poderá chegar a 100 mil megawatts em 2012.

O resultado de 2011 deve ficar atrás apenas dos desempenhos de 2008, que foi de 94,5 mil MW, e, de 2000, de cerca de 93 mil.

"Somos a maior produção do mundo. (A hidrelétrica chinesa) Três Gargantas tem mais potência instalada que nós, mas produz 70 mil porque eles tem uso múltiplo do reservatório para degelo e outras atividades", disse Samek.

Segundo ele, 2011 foi muito bom em termos hidrológicos e o reservatório da usina está "repleto e vertendo água". Samek espera que em 2012 a produção possa atingir pelo menos 100 mil megawatts, com entrada em operação de novas linhas de transmissão para escoar a energia produzida pela usina.

Ele citou a entrada operação na semana passada de uma nova linha de transmissão ligando Cascavel (PR) a Foz de Iguaçu (PR). Além disso, Furnas estaria programando a construção de uma outra linha interligando Foz do Iguaçu à Porto Alegre, que ainda precisa ser licitada e tem perspectiva de entrar em operação em 2014. Há ainda outro projeto interligando Foz à Assunção, no Paraguai, celebrado pelos dois países na semana passada e previsto para entrar em funcionamento em 2012.

"Com a entrada dessa duas (linhas de transmissão) e, mais a do Paraguai, se tiver consumo, demanda e água, já vamos chegar em 100 mil MW no ano que vem", disse Samek a jornalistas na sede do BNDES.

O Paraguai consome 10 por cento da produção de Itaipu e, pelo acordo com o Brasil, cada país tem direito a 50 por cento da geração. A sobra paraguaia é vendida ao Brasil. Com a nova linha, essa participação deve atingir 12 a 13 por cento, segundo Samek.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também