Israel aprova lei que proíbe modelos abaixo do peso nas passarelas

Objetivo é salvar vidas, afirma parlamentar que apresentou a legislação

Jerusalém - O Parlamento de Israel aprovou uma lei que proíbe modelos abaixo do peso de desfilarem. A parlamentar Rachel Adato, que apresentou a proposta, afirmou que o objetivo da lei é "salvar vidas".

"Beleza não é peso abaixo do normal. Beleza não deveria ser anorexia", disse. "Anorexia é uma doença muito, muito perigosa e essa é a razão, essa é a justificativa para esta lei."

A lei determina que modelos homens e mulheres não podem ser contratados sem uma aprovação de um médico. O Índice de Massa Corporal deles deve ser superior a 18,5.

O fotógrafo de moda Adi Barkan disse que concorda com a lei. A legislação também proíbe o uso de imagens em que modelos aparecem abaixo do peso e pedem que os anunciantes avisem claramente quando uma foto foi manipulada graficamente.

Leis semelhantes já haviam sido aprovadas na Itália e na Índia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.