Israel aceita jogo de futebol com Palestina pela paz

Após reunião, Joseph Blatter disse que Netanyahu afirmou que se a partida for disputada em Zurique, "ele estaria presente e apartaria a mão de todo mundo"

Jerusalém - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta terça-feira, em Jerusalém, que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, está disposto a organizar uma partida de futebol entre Israel e Palestina pela paz no Oriente Médio.

"Um dos assuntos que abordei com o primeiro-ministro Netanyahu é o caminho que ele está disposto a seguir, para o organização, num futuro próximo, amanhã, depois de amanhã, daqui a alguns meses, um ano, uma partida pela paz entre duas equipes, as seleções nacionais de Israel e Palestina", relatou o dirigente suíço numa entrevista coletiva, pouco depois de um encontro com Netanyahu.

"Ele disse que, se uma partida for disputada entre Palestina e Israel em Zurique, ele estaria presente e apartaria a mão de todo mundo", acrescentou Blatter.

"Ficaríamos muito felizes em aceitar a organização de uma partida como esta em Zurique", completou.

Esta viagem do dirigente ao Oriente Médio ocorre em meio a uma polêmica provocada por um pedido da federação palestina de suspender os israelenses por "comportamento racista contra os árabes".

O suíço também tem reunião marcada na quarta-feira com Mahmud Abbas, presidente da autoridade Palestina.

Na semana passada, Blatter, que concorre ao quinto mandato à frente da Fifa no dia 29 de maio, fez da resolução deste conflito sua "prioridade número um".

Nesta terça-feira, pouco antes da entrevista coletiva do presidente da entidade que rege o futebol mundial, Rotem Kamer, secretário-geral da federação israelense de futebol, chamou de "cínico" pedido de suspensão.

"A exigência da Palestina não tem nada a ver com esporte. Vemos este fato como uma mescla evidente de futebol e política, assunto que não cabe no congresso da Fifa", denunciou o dirigente.

A federação palestina critica, de forma mais específica, as restrições impostas pelas autoridades israelenses à liberdade de circulação de jogadores.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.