Irã propõe na ONU dialogar e acabar com "ilusões hegemônicas"

Ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, propôs a criação de um "fórum de diálogo regional"

O Irã convidou, nesta terça-feira (24), os países do Golfo a iniciarem conversas sobre segurança regional, e disse às Nações Unidas que é hora de se distanciar das "ilusões hegemônicas" que alimentaram guerras devastadoras.

Em uma reunião na ONU sobre a manutenção da paz, o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, propôs a criação de um "fórum de diálogo regional".

"Convidamos nossos vizinhos neste canal volátil, que viu guerras demais, a se unirem a nós nesse esforço", declarou Zarif.

A proposta foi feita enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reunia com seu contraparte francês, Emmanuel Macron, em Washington, para discutir o comportamento do Irã na região do Golfo Pérsico.

Diante da Assembleia Geral da ONU, Zarif disse que "o avanço das ilusões hegemônicas ou a tentativa de alcançar a segurança às custas da insegurança dos demais" havia causado conflitos, em uma aparente referência a sua rival Arábia Saudita.

O chanceler afirmou que é crucial "passar para um novo paradigma baseado na combinação de forças ao invés de qualquer um de nós tentar ser o mais forte em nossa região".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.