A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Inundações na Rússia levam à remoção de 20 mil pessoas

O governador da região de Amur, Oleg Kojemiako, indicou que mais de 43% das reservas de carvão para o inverno foram afetadas pelas inundações

Mais de 19.000 pessoas foram retiradas de suas casas no extremo oriente russo devido a inundações sem precedentes, anunciaram nesta segunda-feira autoridades da Rússia.

No total, 19.200 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas nas regiões de Amur, Jabarovsk e da região autônoma judaica, um pequeno território criado por Stalin para os judeus soviéticos, segundo o Ministério russo das Situações de Emergência.

O rio Amur alcançou níveis históricos na cidade de Jabarovsk, onde a chuva seguia caindo nesta segunda-feira.

A cheia dos rios alcançará seu ponto mais alto nesta semana, indicou o chefe da Agência Meteorológica russa Rosguidromet, Alexandre Frolov.

A televisão russa exibiu imagens de caminhões descarregando areia nas ruas para conter as inundações.

"Nossa casa de campo está inundada", contava uma mulher de um povoado próximo a Jabarovsk ao canal de televisão NTV.

"Como vamos sobreviver a este inverno?", perguntava outro morador em frente a sua casa atingida pelas águas. "Não sabemos nem mesmo quando a água vai descer".

O governador da região de Amur, Oleg Kojemiako, indicou que mais de 43% das reservas de carvão para o inverno foram afetadas pelas inundações.


"Quinhentos quilômetros de rotas ficaram destruídos, assim como pontes, e não é possível acessar 38 povoados", acrescentou Kojemiako, citado pelas agências de notícias russas.

O nível do rio Amur seguirá crescendo até alcançar cerca de oito metros em Jabarovsk, uma cidade de 60.000 habitantes, indicou o Ministério das Situações de Emergência.

Referindo-se à região autônoma judaica, a ministra russa da Saúde, Veronika Skvortsova, pediu que as autoridades locais adotem as medidas necessárias para evitar a propagação de epidemias devido à contaminação da água.

As inundações no Extremo Oriente russo também provocaram a perda de 627.400 hectares de cultivos agrícolas, em sua maioria soja, segundo as autoridades.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também