Índia tem novo recorde de casos de covid: 103.558 em 24 horas

A média móvel de sete dias de novos casos de covid-19 ficou acima de 73.000, a maior do mundo

A Índia registrou 103.558 novos casos de covid-19 nesta segunda-feira, 5, o maior número diário de infecções desde o início da pandemia. O país contabilizou 478 mortes em decorrência da doença, elevando o número total de óbitos a 165.101.

Com os dados, a média móvel de sete dias de novos casos ficou acima de 73.000, a maior do mundo. No Estado de Maharashtra, que respondeu por 55% das infecções nas últimas duas semanas, o governo vai começar a fechar cinemas, restaurantes, shoppings e locais de culto já nesta segunda-feira.

O estado indiano mais afetado pela covid-19, que inclui a megalópole de Mumbai, adotou novas restrições nesta segunda-feira (5), enquanto o país registrou pela primeira vez mais de 100.000 novos casos em 24 horas.

Com os números, o total de contaminados desde o início da pandemia é de 12,5 milhões no país, com um balanço de 165.000 mortes.

No estado de Maharashtra, o mais atingido pela doença, quase 60.000 novos casos foram registrados nas últimas 24 horas, em uma população de 110 milhões de habitantes (a Índia tem mais de 1,35 bilhão).

 Idosos aguardam sua vez de receber a dose da vacina de Covishield contra o coronavírus Covid-19 em uma escola secundária do governo em Hyderabad em 5 de abril de 2021
Idosos aguardam sua vez de receber a dose da vacina contra o coronavírus Covid-19 em uma escola secundária do governo em Hyderabad em 5 de abril de 2021


Idosos aguardam sua vez de receber a dose da vacina contra o coronavírus Covid-19 em uma escola secundária do governo em Hyderabad em 5 de abril de 2021 (Noah SEELAM/AFP)

As autoridades locais decidiram no domingo antecipar o toque de recolher em uma hora, das 20h00 para as 19h00, aplicar um confinamento no fim de semana e fechar bares, restaurantes, cinemas, piscinas, locais de culto e locais públicos. Além disso, reuniões com mais de quatro pessoas estão proibidas.

O primeiro-ministro indiano Narendra Modi tenta evitar um confinamento nacional, como o de março de 2020, que teve consequências catastróficas para os mais pobres.

A Índia já administrou a primeira dose de imunizantes contra a covid-19 para 79 milhões de pessoas, mas apenas 9,5 milhões receberam a segunda dose. O país intensificou os esforços de vacinação nas últimas semanas e tem distribuído cerca de 3 milhões de doses por dia, mas os esforços ainda são insuficientes para alcançar a população de quase 1,4 bilhão de pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.