Igrejas na Terra Santa expressam seu pesar após atentados no Sri Lanka

"As igrejas rezam pelas almas das vítimas e pedem a rápida recuperação dos feridos", disse Wadie Abunassar

Jerusalém — As igrejas cristãs na Terra Santa expressaram neste domingo seu pesar após os atentados registrados no Sri Lanka, que deixaram pelo menos 200 mortos e mais de 400 feridos em pelo menos três hotéis de luxo e três igrejas, onde vários fiéis comemoravam o Domingo da Ressurreição.

"Que difíceis, irritantes e tristes são estas notícias, especialmente porque os ataques aconteceram enquanto os cristãos comemoravam a Páscoa", lamentou o assessor de líderes da Igreja na Terra Santa, Wadie Abunassar, que transmitiu sua solidariedade "ao Sri Lanka e a todos seus habitantes em suas várias confissões religiosas e origens étnicas".

"As igrejas rezam pelas almas das vítimas e pedem a rápida recuperação dos feridos", acrescentou em comunicado.

Os ataques no Sri Lanka foram realizados com explosões em três hotéis de luxo da capital, Colombo, e em três igrejas, uma dela na mesma cidade, outra em Katana (oeste do país) e a terceira em Batticaloa (leste).

Após os atentados, o Governo declarou estado de emergência no país, onde a população cristã representa 7,4% do censo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.