• AALR3 R$ 20,05 1.83
  • AAPL34 R$ 70,04 -4.58
  • ABCB4 R$ 16,50 -2.54
  • ABEV3 R$ 14,18 -3.73
  • AERI3 R$ 3,80 -2.31
  • AESB3 R$ 10,69 -1.11
  • AGRO3 R$ 30,73 -2.88
  • ALPA4 R$ 20,97 -2.42
  • ALSO3 R$ 19,49 -3.13
  • ALUP11 R$ 26,26 -0.38
  • AMAR3 R$ 2,35 -3.69
  • AMBP3 R$ 31,05 2.44
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 68,03 -5.96
  • ANIM3 R$ 5,54 -2.98
  • ARZZ3 R$ 81,91 -1.04
  • ASAI3 R$ 15,41 -2.65
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,50 -3.36
  • BBAS3 R$ 35,76 -1.84
  • AALR3 R$ 20,05 1.83
  • AAPL34 R$ 70,04 -4.58
  • ABCB4 R$ 16,50 -2.54
  • ABEV3 R$ 14,18 -3.73
  • AERI3 R$ 3,80 -2.31
  • AESB3 R$ 10,69 -1.11
  • AGRO3 R$ 30,73 -2.88
  • ALPA4 R$ 20,97 -2.42
  • ALSO3 R$ 19,49 -3.13
  • ALUP11 R$ 26,26 -0.38
  • AMAR3 R$ 2,35 -3.69
  • AMBP3 R$ 31,05 2.44
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 68,03 -5.96
  • ANIM3 R$ 5,54 -2.98
  • ARZZ3 R$ 81,91 -1.04
  • ASAI3 R$ 15,41 -2.65
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,50 -3.36
  • BBAS3 R$ 35,76 -1.84
Abra sua conta no BTG

Hospitais lotados e novo recorde de casos de covid-19 em Tóquio

Pela primeira vez a capital japonesa passou para o nível quatro, o mais alto na escala de alerta de disponibilidade de serviços médicos
Tóquio: "o vírus não tem calendário, pode atingir em qualquer momento, no Natal, no fim do ano ou início do próximo" (Reuters Brazil/Kim Kyung-Hoon)
Tóquio: "o vírus não tem calendário, pode atingir em qualquer momento, no Natal, no fim do ano ou início do próximo" (Reuters Brazil/Kim Kyung-Hoon)
Por AFPPublicado em 17/12/2020 11:33 | Última atualização em 17/12/2020 14:56Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Os hospitais de Tóquio têm dificuldades para garantir atendimento devido a um aumento de casos de coronavírus, alertaram nesta quinta-feira (17) as autoridades de saúde locais, enquanto a capital japonesa bateu um novo recorde de infecções.

Pela primeira vez a capital passou para o nível quatro, o mais alto na escala de alerta de disponibilidade de serviços médicos.

"É difícil garantir o atendimento normal e o de pacientes infectados pelo coronavírus, devido ao aumento das internações" declarou nesta quinta-feira (17) Masataka Inokuchi, vice-presidente da Associação médica de Tóquio.

A governadora da capital, Yuriko Koike, pediu aos habitantes a prudência para evitar que a propagação da covid-19 se intensifique mais e evitar as festas de fim de ano, assim como as viagens para as regiões de origem.

"O vírus não tem calendário (...), pode atingir em qualquer momento, no Natal, no fim do ano ou início do próximo", disse nesta quinta-feira em coletiva de imprensa.

O Japão se saiu relativamente bem no início da pandemia, com 187.000 casos e 2.700 mortos em nível nacional, estatísticas baixas se comparadas com as de outros países.

Mas o número de infecções diárias de covid-19 está aumentando bastante desde novembro. Tóquio bateu um novo recorde nesta quinta-feira com 822 novos casos, contra 500 a 600 diários nas últimas semanas.