Homem armado tenta entrar em escritório do FBI nos EUA

"Após a ativação do alarme e a resposta de agentes especiais armados do FBI, o indivíduo fugiu", disse o FBI em comunicado
O incidente ocorreu em meio à indignação generalizada nos círculos conservadores pela operação de buscas realizada pelo FBI na mansão do ex-presidente Donald Trump (South_agency/Getty Images)
O incidente ocorreu em meio à indignação generalizada nos círculos conservadores pela operação de buscas realizada pelo FBI na mansão do ex-presidente Donald Trump (South_agency/Getty Images)
A
AFPPublicado em 11/08/2022 às 17:58.

A polícia americana enfrentou, nesta quinta-feira, 11, um homem armado que tentou entrar em um escritório do FBI em Cincinnati, no norte do país.

O incidente ocorreu em meio à indignação generalizada nos círculos conservadores pela operação de buscas realizada pelo FBI na mansão do ex-presidente Donald Trump na Flórida na segunda-feira, mas até agora não há indicação de que os dois eventos estejam relacionados.

O Federal Bureau of Investigation (FBI, polícia federal) informou que na madrugada desta quinta-feira uma pessoa armada tentou atravessar a área de controle de segurança em seu escritório na cidade de Cincinnati, no estado de Ohio.

"Após a ativação do alarme e a resposta de agentes especiais armados do FBI, o indivíduo fugiu", disse o FBI em comunicado.

A imprensa local garante que o homem atirou com uma pistola de pregos e empunhava um rifle tipo AR-15 antes de fugir em um carro.

A polícia perseguiu o carro, informou um porta-voz da polícia. "Assim que o veículo parou, houve um tiroteio entre os policiais no local e o suspeito", disse ele.

O diretor do FBI, Christopher Wray, denunciou na quarta-feira ameaças contra o FBI após as buscas na residência de Trump em Mar-a-Lago, Flórida, chamando-as de "lamentáveis e perigosas".

"A violência contra a aplicação da lei não é a resposta", insistiu.

LEIA TAMBÉM:

Turista americana é estuprada em banheiro público em Paris

Ataques russos perto da usina nuclear ucraniana matam 13 e causam preocupação