Mundo

Helicóptero que caiu no Irã é versão civil de modelo usado na Guerra do Vietnã

UH-1N já esteve envolvido em acidentes que aconteceram em 2016 e 2021

Helicóptero com o presidente iraniano Ebrahim Raisi momentos antes do acidente (AFP)

Helicóptero com o presidente iraniano Ebrahim Raisi momentos antes do acidente (AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 20 de maio de 2024 às 06h27.

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, e sua comitiva morreram num acidente com helicóptero neste domingo. A notícia foi confirmada agência estatal do país, Irna, e a rede Al Jazeera, do Catar. Segundo a Irna, a aeronave caiu entre as cidades de Varzaqan e Jolfa, na província do Azerbaijão Oriental, por causa de condições climáticas adversas.

A aeronave era um Bell 212, de fabricação norte-americana. O modelo é uma versão civil do helicóptero militar UH-1N, fabricada entre 1968 e 1978 e conhecida como Twin Huey.

O UH-1N foi utilizado na Guerra do Vietnã - seu antecessor era o UH-1 Huey, monomotor que aparece em filmes como Apocalypse Now e Rambo 2.

Segundo dados da empresa que fabrica a aeronave, o modelo envolvido no acidente com o presidente do Irã tem capacidade  para 15 pessoas, incluindo piloto e copiloto. Na viagem deste domingo, ao lado de Raisi, estavam Hossein Amirabdollahian, ministro das Relações Exteriores do Irã, Malek Rahmati, governador da província iraniana do Azerbaijão Oriental, Hojjatoleslam Al Hashem, líder religioso, e outras autoridades. Teerã não informou quantas pessoas estava a bordo, nem a data de fabricação do helicóptero.

Modelo já esteve envolvido em outros acidentes

O UH-1N já esteve envolvido em outros acidentes. Em fevereiro de 2016, autoridades gregas disseram que um helicóptero do tipo que pertencia à Marinha caiu no leste do Mar Egeu, matando dois dos três tripulantes. Em junho de 2021, um piloto morreu perto de Evansburg, no Canadá, enquanto lutava contra um incêndio florestal.

12 horas de buscas

As buscas começaram na tarde de domingo (19) no Irã. As primeiras informações do acidente chegaram por volta das 13h no país asiático (6h da manhã de domingo no Brasil). A aeronave foi encontrada apenas nas primeiras horas da segunda-feira graças a um drone enviado pela Turquia que identifica locais de calor.

As primeiras informações do Ministro do Interior do Irã, Ahmad Vahidi, afirmavam que o helicóptero tinha feito um pouso forçado na região montanhosa. Já na noite de domingo no Irã, a imprensa oficial do governo informou que a aeronave havia sofrido um acidente por causa das condições climáticas.

Acompanhe tudo sobre:Irã

Mais de Mundo

Calor extremo mata mais de mil pessoas durante peregrinação a Meca

Ministro israelense viaja a Washington para negociações cruciais sobre guerra em Gaza

Trump pede apoio de evangélicos nas eleições de novembro

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Mais na Exame