Grupo ligado à Al Qaeda assume autoria por ataque no Iêmen

Ataque a ministério foi pior ação de militantes em 18 meses

Sanaa - Um grupo ligado à rede Al Qaeda assumiu a responsabilidade pelo ataque de quinta-feira contra o Ministério da Defesa do Iêmen que deixou 52 mortos, na pior ação de militantes em 18 meses.

"Em devoção à política de atingir salas de operação de aviões sem pilotos, os mujahideens (combatentes sagrados) atacaram com força uma dessas salas na sede do Ministério da Defesa", disse Ansar al-Sharia (Partidários da lei Islâmica) em uma mensagem postada no Twitter, no início desta sexta-feira.

O grupo é ligado da Al Qaeda na Península Arábica.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.