Grã-Bretanha diz que continuará a ser potência diplomática

O embaixador da Grã-Bretanha para a ONU disse que a força do país como potência mundial não será enfraquecida por sua saída da União Europeia

O embaixador da Grã-Bretanha para a Organização das Nações Unidas afirmou na sexta-feira que a força do país como potência mundial não será enfraquecida por sua saída da União Europeia e prometeu que Londres jamais renunciará a seu direito de veto no Conselho de Segurança da ONU.

O Reino Unido votou na quinta-feira para deixar a União Europeia, à qual tinha se unido há mais de 40 anos, forçando a renúncia do primeiro-ministro David Cameron e levando grande turbulência aos mercados financeiros globais. "O Reino Unido é e continuará a ser uma potência diplomática.

O Reino Unido é e continuará a ser um membro permanente do Conselho de Segurança", disse o embaixador britânico na ONU, Matthew Rycroft, a jornalistas. A Grã-Bretanha é uma das cinco potências com poder de veto no Conselho de Segurança. Os outros membros permanentes são a França, os Estados Unidos, a China e a Rússia.

Na esteira do referendo britânico, líderes na Escócia e na Irlanda do Norte, onde a maioria das pessoas votaram para permanecer na UE, têm levantado a possibilidade de romper com o Reino Unido, deixando apenas Inglaterra e País de Gales.

A Irlanda do Norte poderia se unir à Irlanda, que já é membro da ONU, enquanto a Escócia poderia votar pela independência da Grã-Bretanha e então se tornar Estado membro mais recente das Nações Unidas.

Se tal cenário se concretizar, Escócia e Irlanda do Norte teriam que concordar em deixar o País de Gales e a Inglaterra assumirem como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, com poder de veto.

Quando a União Soviética entrou em colapso em 1991, as repúblicas do ex-bloco concordaram em transferir a filiação da União Soviética na ONU para a Rússia, incluindo o poder de veto no Conselho de Segurança da ONU.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse nesta sexta-feira esperar que o Reino Unido continue com sua liderança na organização mundial, particularmente em questões de desenvolvimento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.