Governo da Venezuela anuncia plano de segurança pública

A Venezuela é considerada um dos países mais violentos da América do Sul. Só no primeiro trimestre deste ano, foram registrados 3.400 homicídios no país

Bogotá - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje (13) uma estratégia do governo para garantir a segurança pública no país. Segundo Maduro, o chamado Plano Pátria Segura será executado por cerca de 3 mil funcionários da Força Armada Nacional Bolivariana (Fanb).

A Venezuela é considerada um dos países mais violentos da América do Sul. Só no primeiro trimestre deste ano, foram registrados 3.400 homicídios no país. Segundo o governo, a taxa de homicídios no ano passado foi 54 mortes por 100 mil habitantes. Diminuir a violência é um dos principais desafios do presidente, empossado há menos de um mês no cargo.

Durante o lançamento do plano, Maduro disse que decidiu lutar para construir uma pátria segura. “Os venezuelanos e venezuelanas podem saber que tem aqui um presidente para apoiá-los, independentemente de diferenças ideológicas”, disse.

De acordo com o presidente, os militares da Fanb serão enviados os departamentos de Sucre e Baruta, considerados os mais perigosos do país. O plano de segurança prevê a criação de 500 pontos de atenção ao cidadão e também ampliar a ação ostensiva da polícia, com patrulhamento nas ruas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também