Gerente de campanha de Trump não será acusado por agressão

Corey Lewandowski foi acusado em 29 de março pela polícia por agarrar e machucar intencionalmente o braço de repórter de um veículo de imprensa conservador

O gerente de campanha do pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump não será acusado na Flórida por um caso de agressão leve envolvendo um repórter, informou o escritório do procurador público do condado de Palm Beach em documentos do tribunal nesta quinta-feira.

Corey Lewandowski, de 42 anos, foi acusado em 29 de março pela polícia em Jupiter por agarrar e machucar intencionalmente o braço de Michelle Fields, repórter de um veículo de imprensa conservador.

O incidente ocorreu quando Michelle tentou questionar Trump durante evento de campanha em 8 de março.

"As evidências não podem provar todos os elementos legais necessários do suposto crime e são insuficientes para apoiar uma acusação criminal", informou o documento do tribunal feito pelo escritório do procurador Dave Aronberg, um democrata.

A polícia divulgou um vídeo do incidente mostrando Michelle andando ao lado de Trump e tentando questioná-lo. Lewandowski é visto agarrando-a e puxando-a para o lado.

Donald Trump defendeu Lewandowski diversas vezes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também