Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

George Santos é indiciado nos EUA e está sob custódia do Departamento de Justiça

Santos é acusado de desviar e falsificar recursos de campanha, assim como de assediar sexualmente um homem que supostamente recebeu uma oferta de emprego de seu escritório

Modo escuro

o político republicano de origem brasileira, George Santos, eleito para a Câmara dos Representantes dos EUA

 (AFP/AFP)

o político republicano de origem brasileira, George Santos, eleito para a Câmara dos Representantes dos EUA (AFP/AFP)

O congressista republicano de origem brasileira George Santos, cujas mentiras ocuparam as manchetes da imprensa desde sua eleição no ano passado, foi acusado pelo Departamento de Justiça, informaram os meios de comunicação americanos. Nesta quarta-feira, 10, ele está sob custódia, para se apresentar diante de um juiz e ouvir todas as acusações pelas quais ele está respondendo.

A natureza exata das acusações federais contra o representante George Santos não foi divulgada. Procurado pela AFP, o Departamento de Justiça se recusou a comentar a notícia.

Santos reconheceu que inventou boa parte de sua biografia, incluindo seu nome real, religião (ele falsamente alegou ser judeu), sua escolaridade e a experiência de trabalho ao disputar as eleições legislativas do ano passado em busca de uma cadeira na Câmara, como representante de áreas de Long Island, Nova York.

Ele também é acusado de desviar e falsificar recursos de campanha, assim como de assediar sexualmente um homem que supostamente recebeu uma oferta de emprego de seu escritório e de retratar-se quando este rejeitou seus avanços.

Não vai renunciar

Santos descartou renunciar à cadeira na Câmara, apesar dos apelos de outros congressistas, tanto do Partido Republicano como do Democrata.

Em uma entrevista ao apresentador de televisão Piers Morgan no início do ano, ele admitiu que mentiu sobre sua biografia.

"Eu fui um mentiroso terrível em alguns temas", reconheceu. "Não era sobre enganar as pessoas, era para ser aceito pelo partido", acrescentou.

O presidente da Câmara de Representantes, o republicano Kevin McCarthy afirmou que "revisaria as acusações" antes de considerar se George Santos deve ou não ser afastado do Congresso.

Quem é George Santos

Filho de imigrantes brasileiros, George Santos nasceu em Nova York, e morou uma parte da vida no Brasi. Por aqui, ele já foi acusado por estelionato, por preencher cheques com um talão roubado. Também chegou a ser drag queen no tempo que passou pelo Rio de Janeiro, acumulando diversos pequenos golpes, emprestando dinheiro sem devolver.

No currículo apresentado quando foi candidato nos Estados Unidos há ainda várias contradições. Santos disse que teria trabalhado no Citigroup e na Goldman Sachs, mas as duas empresas dizem que não há registro de trabalho do deputado. Ele também afirmou que se formou na Baruch College, em Nova York, mas a instituição disse que não há registros dele como aluno.

Santos ajudou o Partido Republicano a garantir uma estreita maioria na Câmara ao ganhar uma cadeira por um distrito de Nova York nas eleições de meio de mandato de novembro.

(Com AFP)

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Argentina: pobreza aumenta e atinge 40,1% da população no primeiro semestre de 2023
Mundo

Argentina: pobreza aumenta e atinge 40,1% da população no primeiro semestre de 2023

Há 14 horas
Presidente do Peru depõe ante promotoria, após repressão aos protestos deixar 50 mortos
Mundo

Presidente do Peru depõe ante promotoria, após repressão aos protestos deixar 50 mortos

Há 14 horas
Biden: paralisação do governo não é inevitável e Câmara precisa fazer seu trabalho
Mundo

Biden: paralisação do governo não é inevitável e Câmara precisa fazer seu trabalho

Há 16 horas
Coreia do Norte liberta soldado americano Travis King
Mundo

Coreia do Norte liberta soldado americano Travis King

Há 16 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais