G20: "chegamos a acordo histórico", diz ministro da Economia da Itália

O acordo diz respeito à taxação global de empresas multinacionais. A proposta promete introduzir um imposto corporativo global de pelo menos 15%
 (AFP/Reprodução)
(AFP/Reprodução)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 10/07/2021 13:43 | Última atualização em 10/07/2021 13:45Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O ministro da Economia da Itália, Daniele Franco, disse há pouco que o G20 chegou a um "acordo histórico" no que diz respeito à taxação global de empresas multinacionais.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro

Ministros de finanças e dirigentes de bancos centrais do G-20 endossaram um acordo já aprovado por 131 países que promete introduzir um imposto corporativo global de pelo menos 15%. A medida visa acabar com paraísos fiscais e taxar as empresas onde elas geram suas receitas.

A taxa mínima de 15% já havia sido aprovada pelo G-7, em junho, e pretendiam buscar um acordo final agora em Veneza.

"O mundo deve agora avançar rapidamente para finalizar o acordo" escreveu a secretária do Tesouro americano Janet Yellen no Twitter.