França reforça segurança após ataques em Bruxelas

Na região da grande Paris, um adicional de 400 homens reforçaram a segurança, e patrulhas militares serão reorientadas

Paris - A França decidiu utilizar um contingente adicional de 1.600 policiais para reforçar a segurança nas fronteiras e no transporte público, na sequência das explosões mortais em Bruxelas nesta terça-feira, disse o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

Na região da grande Paris, um adicional de 400 homens reforçaram a segurança, e patrulhas militares serão reorientadas para locais de transporte público, disse o ministro, após uma reunião de emergência com o presidente, François Hollande.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.